RECICLAGEM DE ELEMENTOS DE TERRAS RARAS PRESENTES EM CATALISADOR FCC DESATIVADO VIA SISTEMA DE REMEDIAÇÃO ELETROCINÉTICA

PI0544_BR1020200200232
Imagem meramente ilustrativa.

O que é

A presente patente retrata o processo aqui denominada Lixiviação Assistida por Remediação Eletrocinética, para reciclagem de metais de terras raras, que possuem alta demanda tecnológica e baixa reutilização, a partir de catalisador zeolítico desativado ou outros sólidos particulados de estruturas zeolíticas, acomodados em leito de baixa permeabilidade.

O método utiliza eletrólito e aplicação de potencial elétrico entre dois eletrodos submersos, de forma a solubilizar os elementos e intensificar seu transporte às câmaras próximas a eles por fenômenos eletrocinéticos, associado a baixo consumo de energia elétrica e térmica e baixa geração de efluente, comparado a técnicas tradicionais. Os elementos de terras raras são, posteriormente, purificados por precipitação seletiva controlada. Desta forma, a técnica pode ser aplicada no tratamento e reciclagem de metais de resíduos industriais e de mineração.

Benefícios / Vantagens

  • O processo de lixiviação assistida por remediação eletrocinética possibilita a recuperação de metais estratégicos na produção de catalisadores com menor consumo de reativos químicos, energia e emissão de CO2;
  • Este processo está alinhado com as demandas por processos mais sustentáveis e de Economia Circular de materiais.
Disponível para

Licenciamento

INFORMAÇÕES DA PATENTE

NÚMERO: BR1020200200232

STATUS: Depositada em 29/09/2020

TITULARES: Universidade Federal do Paraná

AUTORES: Michele Maidel, Haroldo de Araújo Ponte, Maria José Jerônimo de Santana Ponte e Renata Bachmann Guimarães Valt

CLASSIFICAÇÃO INPI: A – Necessidades Humanas

PALAVRAS-CHAVE: Reciclagem, Metais

Rolar para o topo