OBTENÇÃO DE NANOFIBRILAS DE CELULOSE A PARTIR DE RESÍDUOS DE CORTE DA PUPUNHEIRA (BACTRIS GASIPAES)

PI0444_BR1020170195392
Imagem meramente ilustrativa.

O que é

A utilização de resíduos agroindustriais lignocelulósicos, descartados durante a extração comercial do palmito pupunha, para a produção de nanofibrilas de celulose por processo mecânico de desfibrilação, se apresenta como uma alternativa viável ao destino dado a este resíduo e de adição de valor tecnológico, por meio da formação de um composto relacionado à nanotecnologia.

Esta pesquisa pertence ao campo técnico de nanotecnologia, produção de nanocelulose. A partir das fibras da bainha externa da pupunheira, devidamente desintegradas e branqueadas, foram obtidas suspensões de nanofibrilas, com possível aplicação em várias áreas da ciência e tecnologia, desde o reforço físico para embalagens e compósitos até mesmo na formulação de medicamentos e alimentos. Pelo elevado potencial das nanopartículas obtidas, este processo permite a agregação de valor comercial a um resíduo que se acumula em grandes quantidades, gerando problemas aos produtores e beneficiadores do palmito, podendo se tornar um produto com maior valor comercial do que o próprio palmito processado.

Benefícios / Vantagens

  • Valorização de resíduos da agroindústria do palmito e geração de produtos com alto valor comercial agregado.
Disponível para

Licenciamento

INFORMAÇÕES DA PATENTE

NÚMERO: BR1020170195392

STATUS: Depositada em 13/09/2017

TITULARES: Universidade Federal do Paraná

AUTORES: Graciela Ines Bolzon de Muniz e Talita Szlapak Franco.

CLASSIFICAÇÃO INPI: D – Têxteis; Papel

PALAVRAS-CHAVE: Desfibrilação, Nanocelulose, Pupunheira, Nanofibrilas. 

Rolar para o topo