Promoção da Ciência da Medicina de Abrigos no Paraná sob a Estratégia de Saúde Única

Promoção da ciência da medicina de abrigos no Paraná sob a estratégia de Saúde Única

Objetivo do Projeto

A medicina de abrigos é uma área em ascensão no Brasil, de importância sanitária, epidemiológica e ambiental de grande relevância e que salva vidas diariamente (animais humanos e não humanos), respeita o indivíduo como um ser integral e tem um olhar holístico para as situações – um olhar para a medicina preventiva, para a saúde pública e para o bem-estar único. Essa área envolve também o controle de zoonoses, o comportamento animal, o manejo populacional canino e felino, a bioética e o gerenciamento de recursos humanos, entre outros importantes assuntos relacionados à profissão da medicina veterinária com enfoque na saúde única. Porém, a falta de conhecimento e experiência nessa área impactam as atividades nos abrigos brasileiros. Discrepando expressivamente dos padrões internacionais, embasados em uma literatura consistente, os abrigos no Brasil possuem diversas particularidades, tornando complexo o estabelecimento de protocolos. Dessa forma, é de extrema relevância estudar essa área e dar subsídios para gestores, funcionários e profissionais atuantes para fornecer maior qualidade de vida aos animais e diminuir o número de abandonos e devoluções de animais às ruas, refletindo diretamente em problema de saúde pública.

O projeto proposto tem como base o estudo de uma ciência pouco explorada no Brasil e que reflete diretamente no conceito da Saúde Única. Em abrigos de animais é visível como o estado sanitário dos animais estão relacionados com a saúde dos seres humanos e que ambas as populações afetam o ambiente que coexistem e são igualmente afetados por esse ambiente. A conceito da Saúde Única é necessário estudar e capacitar o microambiente de abrigos para definir políticas e programas assertivos, a partir de pesquisas e capacitações, promovendo ações para a diminuição de riscos e manutenção da Saúde Única. Essa integração pode contribuir para a eficácia das ações em Saúde Pública, com redução dos riscos para a saúde global. Objetiva-se definir boas práticas de governança de políticas internas e externas de abrigos a fim minimizar os riscos que os animais abandonados possam representar para a saúde pública e ambiental, e garantir bons níveis de bem-estar dos animais.

Objetivo Geral:
Promover a Ciência da Medicina de Abrigos no Brasil, por meio de boas práticas de governança de políticas internas e externas de abrigos, a fim de garantir bom nível de bem-estar e minimizar os riscos que possam representar para a saúde dos animais, humanos e meio-ambiente.

Objetivos Específicos:

Referentes às políticas externas do abrigo:

a. Monitorar famílias que não desejam mais permanecer com os seus animais;
b. Identificar tendências do abandono de cães e gatos;
c. Identificar os grupos de risco para o abandono;
d. Identificar e avaliar o nível de guarda responsável dos animais de estimação;
e. Avaliar o impacto de ações educativas para o controle e prevenção do abandono.

Referentes às políticas internas do abrigo:

a. Conhecer a dinâmica populacional de cães e gatos em abrigos e analisar a capacidade de prover cuidados (CPC) dos abrigos;
b. Avaliar os protocolos de governança aplicados nos abrigos;
c. Avaliar o estado imunológico dos cães abrigos em relação à cinomose, parvovirose e hepatite infecciosa e a existência do “efeito abrigo”;
d. Identificar os principais problemas comportamentais de cães e gatos abrigados e propor protocolos para a avaliação comportamental, ressocialização e educação básica de cães e gatos de abrigo;
e. Propor protocolo de monitoramento pós-adoção de animais de abrigos, bem como de aconselhamento pós-adoção;
f. Avaliar a percepção de gestores, funcionários, voluntários e médicos veterinários de abrigos sobre as práticas adotadas em abrigos e capacitá-los em Medicina de Abrigos;
g. Desenvolver ferramentas tecnológicas (aplicativo e site) de Medicina Abrigos com diretrizes que facilitem o aprimoramento das ações nos abrigos, bem como servir de banco de dados;
h. Confeccionar Manual de Medicina de Abrigos como instrumento técnico para Médicos Veterinários e gestores de abrigos.

Produtos / Resultados Esperados

  • Novos processos;

  • Geração de novos projetos;

  • Processos melhorados;

  • Banco de informações;

  • Cartilha;

  • Manuais de instrução;

  • Material didático ou instrucional;

  • Publicação em revista;

  • Produção de texto em jornal ou revista;

  • Trabalhos técnicos;

  • Desenvolvimento de material didático ou instrucional;

  • Proporcionar a atualização e desenvolvimento dos profissionais envolvidos;

  • Promover o incremento à pesquisa e disseminação das técnicas existentes;

  • Publicação dos resultados.

    1) Implantação da vigilância do abandono nos municípios de Campo Magro, Araucária e Curitiba;
    2) Determinação das tendências e grupos de risco para o abandono de cães e gatos;
    3) Desenvolvimento de ações educativas para o controle e prevenção do abandono;
    4) Determinar a dinâmica populacional de cães e gatos dos abrigos;
    5) Avaliar os abrigos em relação a capacidade de prover cuidados aos animais;
    6) Avaliar o estudo imunológico dos animais abrigados;
    7) Capacitar gestores, funcionários, voluntários e médicos veterinários dos abrigos sobre a Ciência da Medicina de Abrigos;
    8) Identificar os principais problemas comportamentais dos cães e gatos dos abrigos parceiros;
    9) Determinar protocolos para avaliação comportamental, ressocialização e educação básica para cães e gatos de abrigo;
    10) Implantar protocolo de monitoramento pós-adoção nos abrigos parceiros;
    11) Confeccionar o Manual de Medicina de Abrigos;
    12) Criar ferramentas tecnológicas que sirvam para o aprimoramento das ações nos abrigos, bem como para construir um banco de dados estadual da dinâmica populacional dos abrigos.

Produtos / Resultados Esperados

PRODUTOS ENTREGUES ATÉ 20/12/2022

1. Produto bibliográfico e produto de editoração

a. artigo publicado em revista técnica ou jornal

  • GALDIOLI, LUCAS; BOTTEON, KARIN DENISE ; ROCHA, YASMIN DA SILVA GONÇALVES DA ; BRUGNEROTTO, MICHELE ; GARCIA, RITA DE CASSIA MARIA . Princípios da vacinação de cães e gatos em abrigos. Brazilian Journal of Veterinary Research and Animal Science, v. 59, p. e189113, 2022.
  • GALDIOLI, LUCAS; ROCHA, YASMIN DA SILVA GONÇALVES DA ; GARCIA, RITA DE CASSIA MARIA . Perfil dos abrigos de cães e gatos brasileiros quanto às políticas externas e internas. RESEARCH, SOCIETY AND DEVELOPMENT, v. 11, p. e48111932253, 2022.
  • GALDIOLI, LUCAS; ROCHA, YASMIN DA SILVA GONÇALVES DA ; GARCIA, RITA DE CASSIA MARIA . Capacitação e percepção de médicos-veterinários, gestores, funcionários e voluntários atuantes nos abrigos em Medicina de Abrigos no Brasil. RESEARCH, SOCIETY AND DEVELOPMENT, v. 11, p. e402111133721, 2022.
  • POLATO, H. Z. ; GALDIOLI, L. ; FERRAZ, C. P. ; MAUSSON, N. F. T. ; GARCIA, R. C. M. . Dinâmica populacional em abrigos de cães e gatos. CLÍNICA VETERINÁRIA, v. 150, p. 12-18, 2021.
  • GALDIOLI, L.; GEBARA, R. R. ; GARCIA, R. C. M. ; BASTOS, A. L. F. ; NUNES, V. F. P. ; SANTOS, T. A. . Medicina Veterinária do Coletivo: a nova especialidade da Medicina Veterinária. CLÍNICA VETERINÁRIA, v. 153, p. 12-15, 2021.
  • GALDIOLI, L.; POLATO, H. Z. ; WOLF, L. R. ; GARCIA, R. C. M. . Reflexões para a criação e implantação de abrigos de animais. CLÍNICA VETERINÁRIA, v. 153, p. 16-22, 2021.

b. livro autoral publicado

  • GALDIOLI, L.; GARCIA, R.C.M. Garcia. Medicina de Abrigos: Principios e Diretrizes. 1 ed.: Instituto de Medicina Veterinária do Coletivo, 2022. 1040p.

c. capítulo de livro publicado ou organização de livro ou coletânea,

  • GARCIA, R.C.M.; GALDIOLI, L. Introdução à Medicina de Abrigos. In Galdioli, L.; Garcia, R.C.M. Medicina de abrigos: princípios e diretrizes. 1ª ed.: Instituto de Medicina Veterinária do Coletivo, p. 3-18, 2022.
  • VIEIRA, A.M.L.; GARCIA, R.C.M. Políticas externas: manejo populacional de cães e gatos. In Galdioli, L.; Garcia, R.C.M. Medicina de abrigos: princípios e diretrizes. 1ª ed.: Instituto de Medicina Veterinária do Coletivo, p. 37-50, 2022.
  • ROCHA, Y.S.G.; GALDIOLI, L. Métricas em abrigos: capacidade de prover cuidados. In Galdioli, L.; Garcia, R.C.M. Medicina de abrigos: princípios e diretrizes. 1ª ed.: Instituto de Medicina Veterinária do Coletivo, p. 64-81, 2022.
  • POLATO, H.Z.; GALDIOLI, L.; ROCHA, Y.S.G. Dinâmica populacional em abrigos de animais. In Galdioli, L.; Garcia, R.C.M. Medicina de abrigos: princípios e diretrizes. 1ª ed.: Instituto de Medicina Veterinária do Coletivo, p. 82-89, 2022.
  • GARCIA, R.C.M.; ROCHA, Y.S.G.; GALDIOLI, L. Diagnóstico situacional das políticas internas e pontos críticos de abrigos. In Galdioli, L.; Garcia, R.C.M. Medicina de abrigos: princípios e diretrizes. 1ª ed.: Instituto de Medicina Veterinária do Coletivo, p. 106 – 121, 2022.
  • GALDIOLI, L.; SIMON, C. Estrutura, design e fluxos sugeridos para abrigos de cães e gatos. In Galdioli, L.; Garcia, R.C.M. Medicina de abrigos: princípios e diretrizes. 1ª ed.: Instituto de Medicina Veterinária do Coletivo, p. 145-199, 2022.
  • GALDIOLI, L.; HARTMANN, G. Higienização em abrigos de animais. In Galdioli, L.; Garcia, R.C.M. Medicina de abrigos: princípios e diretrizes. 1ª ed.: Instituto de Medicina Veterinária do Coletivo, p. 253-275, 2022.
  • BALDAN, A.L. Modulação comportamental e adestramento de cães em abrigos. In Galdioli, L.; Garcia, R.C.M. Medicina de abrigos: princípios e diretrizes. 1ª ed.: Instituto de Medicina Veterinária do Coletivo, p. 420-430, 2022.
  • TRAVNIK, I.C.; BALDAN, A.L. Promoção da adoção. In Galdioli, L.; Garcia, R.C.M. Medicina de abrigos: princípios e diretrizes. 1ª ed.: Instituto de Medicina Veterinária do Coletivo, p. 713-724, 2022.
  • KIVEL, J.V. Protocolo de monitoramento e aconselhamento pós-adoção. In Galdioli, L.; Garcia, R.C.M. Medicina de abrigos: princípios e diretrizes. 1ª ed.: Instituto de Medicina Veterinária do Coletivo, p. 725-733, 2022.
  • TARACIUK, A.C.; GARCIA, R.C.M. Lares temporários. In Galdioli, L.; Garcia, R.C.M. Medicina de abrigos: princípios e diretrizes. 1ª ed.: Instituto de Medicina Veterinária do Coletivo, p. 734-743, 2022.
  • NASCIMENTO, J.P.F.; MALUF, L.R.; GALDIOLI, L.; RUIZ, D.C. A importância da promoção do marketing social em abrigos de animais. In Galdioli, L.; Garcia, R.C.M. Medicina de abrigos: princípios e diretrizes. 1ª ed.: Instituto de Medicina Veterinária do Coletivo, p. 744-770, 2022.

d. Anais

  • Anais X Conferência Internacional de Medicina Veterinária do Coletivo – https://hdl.handle.net/1884/71099

e. Resumos

  • KIVEL, J. V.; BALDAN, A. L.; GARCIA, R. C. M. O processo de adoção finaliza quando o animal vai para o novo lar? VI Seminário de Defesa Animal. 02 a 04 de setembro de 2022. Setor de Ciências Agrárias da Universidade Federal do Paraná. Curitiba/PR.
  • LETÍCIA DAMÁZIO PACHECO, ANA LUCIA BALDAN, LUCAS GALDIOLI E RITA DE CASSIA MARIA GARCIA. Principais intervenções no comportamento de cães de abrigos: uma revisão sistemática apresentado na forma de pôster no VI Seminário de Defesa Animal realizado de 02 a 04 de setembro de 2022, no Setor de Ciências Agrárias da Universidade Federal do Paraná – Curitiba/PR.
  • IZABELA GOMES SANTOS, MICHELE BRUGNOROTO, RITA DE CASSIA MARIA GARCIA. Principios da Guarda responsável de Cães e Gatos. Semana Integrada de Ensino, Pesquisa e Extensão – 13ª SIEPE 29ºEVINCI, 14ºEINTI, 20ºEAF, 20º ENEC, 3º EDISPE.

2. Ativos de propriedade intelectual;

a. Curso de formação profissional com carga horária mínima de 20h;

  • BALDAN. A.L, Curso de Capacitação em Manejo Etológico de Cães em Abrigos. Instituto de Medicina Veterinária do Coletivo – turma 1 de 19 a 23 de setembro de 2022.
  • BALDAN. A.L, Curso de Capacitação em Manejo Etológico de Cães em Abrigos. Instituto de Medicina Veterinária do Coletivo – turma 2 de 17 a 21 de outubro de 2022.
  • BALDAN. A.L, Curso de Capacitação em Manejo Etológico de Cães em Abrigos. Instituto de Medicina Veterinária do Coletivo – turma 3 de 24 a 28 de outubro de 2022.
  • BALDAN, A.L. Curso FOCA Nível 2. Educação Canina com protocolos de Interação Humano-cão, Treinamento e Redução de Latidos. Instituto de Medicina Veterinária do Coletivo – 2 a 7 de fevereiro de 2022.
  • GALDIOLI, L., GARCIA, RCM. I edição do Curso de Capacitação em Medicina de Abrigos. Instituto de Medicina Veterinária do Coletivo, 2021.
  • GALDIOLI, L., GARCIA, RCM. II edição do Curso de Capacitação em Medicina de Abrigos. Instituto de Medicina Veterinária do Coletivo, 2022.
  • GALDIOLI, L., GARCIA, RCM. III edição do Curso de Capacitação em Medicina de Abrigos. Instituto de Medicina Veterinária do Coletivo, 2022.
  • BRUGNEROTTO, M., STACHESKI, G. V., ROCHA, Y. S. G., GARCIA, RCM. Curso de Educação Humanitária Solucionária. Universidade Federal do Paraná, 2022

3. Produto de comunicação (Produção de programas de mídia e produção de programas de veículos de comunicação/websites);

  • Inauguração do Centro de Medicina Veterinária do Coletivo
  • Site Medicina de Abrigos – Infodados de Abrigos de Animais

4. Processo tecnológico não patenteável;

  • GALDIOLI, L.; ROCHA, Y.S.G., GARCIA, R.C.M. Site Medicina de Abrigos – Infodados de Abrigos de Animais, 2022.

5. Material didático (produção de material didático);

6. Evento organizado (Nacional e Internacional)

  • BALDAN, A.L., I Fórum de Coexistência Humano-animal: Repensando problemas de convivências no campus da USP Ribeirão Preto – 07, 08 e 09 de dezembro de 2021.
  • GALDIOLI, L.; GARCIA, R.C.M. X Conferência Internacional de Medicina Veterinária do Coletivo. Instituto de Medicina Veterinária do Coletivo, 2021.

7. Palestras

  • BRUGNEROTTO, M., Saúde Única e a atuação multiprofissional – Universidade Federal de Sergipe – 24 de agosto de 2021
  • BRUGNEROTTO, M., História da Medicina Veterinária do Coletivo – Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro – 02 de outubro de 2021
  • BRUGNEROTTO, M., I Fórum de Coexistência Humano-Animal – USP Ribeirão Preto – 08 de dezembro de 2021
  • BRUGNEROTTO, M., 1º SIEPES Setor Litoral da UFPR – trabalho apresentado: A importância das Ciências Sociais na Interação Humano-Animal sob a perspectiva da Saúde Única – 17 de dezembro de 2021.
  • BRUGNEROTTO, M., Vigilância do Abandono de animais. VI Seminário de Defesa Animal – Universidade Federal do Paraná – 02 a 04 de setembro de 2022.
  • GALDIOLI, L.. Aspectos gerais da Medicina Veterinária do Coletivo (MVC). Universidade Federal de Campina Grande, 2021.
  • GALDIOLI, L. Medicina de Abrigos: uma área em ascensão no Brasil. – Simpósio de Medicina Veterinária do Coletivo da UFCG, 29 de setembro de 2021.
  • GALDIOLI, L. Medicina de Abrigos: uma área em ascensão no Brasil. Grupo de Estudos de Medicina Veterinária do Coletivo do Centro Universitário N. Sra. do Patrocínio – CEUNSP. 2021.
  • GALDIOLI, L. Medicina de Abrigos: uma área em ascensão no Brasil. Universidade Federal de Viçosa. 2021.
  • GALDIOLI, L. Medicina Veterinária de Abrigos. 1º Curso de Capacitação Online Veterinário Aprendiz – Nucleo de Estudos em Medicina Veterinária do Coletivo- NEVEC, 17 de julho de 2021.
  • GALDIOLI, L. Medicina Veterinária de Abrigos. Universidade Municipal São Caetano do Sul, 04 de agosto de 2021.
  • GALDIOLI, L.. Experiência Brasileira em Medicina de Abrigos. X Conferência Internacional de Medicina Veterinária do Coletivo, 2021.
  • GALDIOLI, L. Abrigos de animais: manutenção temporária de cães e gatos. Capacitação para a gestão do Manejo Populacional de Cães e Gatos. Instituto de Medicina Veterinária do Coletivo, 16 de novembro de 2021.
  • GALDIOLI, L. Introdução à Medicina de Abrigos. Universidade Positivo, 25 de março de 2021.
  • GALDIOLI, L. Medicina Veterinária do Coletivo. UNIFAESP, 22 de setembro de 2022.
  • KIVEL, J. V. Medicina Veterinária do Coletivo: Passado, Presente e Futuro. Universidade Federal de Campina Grande. 28 de setembro de 2022.
  • ROCHA, Y. S. G. Medicina Veterinária do Coletivo – UNICESUMAR – 08 de agosto de 2022.
  • ROCHA, Y. S. G. Medicina Veterinária do Coletivo – UNIBRAS – 20 de setembro de 2022.

8. Entrevistas

  • GALDIOLI, L.; NUNES, V. F. P. ; GARCIA, R. C. M. ; POLATO, H. Z. ; BASTOS, A. L. F. ; GEBARA, R. R. . Informativo 84 CRMV-SP – Medicina Veterinária do Coletivo: novas formas de atuação para a consolidação da Saúde Única. 2021. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).
  • GALDIOLI, L.; SANTOS, T. A. . O que é a Medicina Veterinária do Coletivo?. 2021. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).
  • GARCIA, R. C. M. ; ROCHA, Y. S. G. . A Saúde como um todo, para todos. 2022. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

Coordenação

Rita de Cassia Maria Garcia

Unidades Envolvidas

Partícipes

  • Universidade Federal do Paraná – UFPR
  • Fundação Araucária de Apoio ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico do Paraná – FA

Prazos

Início: 18/03/2021
Término: 18/09/2023

Valor 

R$ 325.501,38

Fonte de Recurso

Agência de Fomento

Status

Paralisado

Processo SEI

23075.012579/2021-18

Instrumentos Vinculados

Convênio 04/2021

Rolar para o topo